Kucoin Hacked por US$ 150 milhões em Bitcoin; Bitfinex e Tether Freeze US$ 33 milhões dos Fundos Roubados

O Kucoin de troca de moedas criptográficas pode ter sido invadido por US$ 150 milhões em moedas Bitcoin Trader e várias fichas ERC20.

A troca baseada em Singapura confirmou a quebra de segurança de 25 de setembro, mas não revelou a quantia roubada.

„Bitcoin, ERC-20 e, outros tokens nas carteiras quentes de Kucoin foram transferidos da troca“, disse Kucoin em uma atualização no sábado.

Enquanto isso, Bitfinex e Tether, emissores da moeda estável centralizada USDT, congelaram imediatamente um valor combinado de US$ 33 milhões suspeito de fazer parte dos fundos saqueados no hack de Kucoin – uma ação que tem suscitado dúvidas sobre a influência das plataformas centralizadas.

Paolo Ardoino, diretor de tecnologia de ambas as entidades, tweeted que Bitfinex congelou $13 milhões de USDT na EOS como parte do hack. Tether congelou $20 milhões de USDT „sentado neste endereço etéreo como uma medida de precaução“, disse ele.

Em sua atualização, Kucoin afirma que os fundos em suas carteiras frias (armazenamento offline, que é menos suscetível a pirataria) são seguros, mesmo quando as carteiras quentes foram atingidas. Kucoin tentou acalmar os investidores, apelando para isso:

Se algum fundo de usuário for afetado por este incidente, ele será completamente coberto por Kucoin e nosso fundo de seguro.

Kucoin, que se orgulha de ser „a mais avançada e segura troca de moedas criptográficas“, disse que estará suspendendo depósitos e saques para abrir caminho para o que chama de „uma completa revisão de segurança“.

Mas estas questões parecem já ter acontecido enquanto o hack estava em andamento.

Os usuários começaram a ter dificuldades com os saques em 25 de setembro, muito antes de a troca ter feito qualquer anúncio oficial a respeito da quebra.

Em 25 de setembro, às 21h55 (ET), a empresa de análise onchain Cryptoquant’s Telegramas do canal de sinais Cryptoquant detalhou que Kucoin foi invadido. „Normalmente, depois de ter sido pirateado“, disse o canal de sinais Cryptoquant. „O fluxo de saída do BTC aumenta rapidamente e depois se torna zero. Desde as 20:00 UTC de 25 de setembro, o fluxo de saída tem sido continuamente zero“.

A equipe de Kucoin acenou com as preocupações, alegando que „as transações estavam simplesmente pendentes“. Mais tarde, surgiu que cerca de 150 milhões de dólares de BTC e outras fichas haviam sido retirados do câmbio.

Mais de 11.480 éteres (ETH), no valor de mais de 4 milhões de dólares, foram recebidos neste endereço. Outros $146 milhões envolveram transações relacionadas a fichas, tais como: wideforth, maker, OMG e YFI – todas fichas de financiamento descentralizado (defi). Outros incluem ativos digitais pouco conhecidos, como o chroma, o vid e a ficha oceânica.

O diretor executivo de Kucoin, Johnny Kyu, disse mais tarde aos investidores, em um evento de livestream no sábado, que a bolsa fechou seu servidor assim que percebeu que os fundos estavam sendo retirados de suas carteiras quentes.

A intervenção falhou porque as senhas privadas da carteira quente já haviam sido prejudicadas. Kucoin então trocou os fundos não afetados para um novo endereço. Kucoin é a 16ª maior troca de criptografia por volume do mundo, de acordo com os dados da Coinmarketcap.

A explosão do preço do bitcoin define o Crypto como uma fonte de maiores ganhos em meio à incerteza do mercado global

O mercado de moedas criptográficas passou por um boom inesperado ao longo dos últimos meses, apesar dos casos de vírus corona terem voltado a crescer a um ritmo crescente em todo o mundo.

Desde o início do ano, o preço tanto do ETH como do BTC, as moedas criptográficas mais populares, subiu 200% e 65% de forma correspondente, o que também fez com que as taxas de transação da rede se aproximassem do nível mais alto de todos os tempos. O limite de mercado de ambas as moedas criptográficas atingiu alturas altíssimas em 2020, e o número de endereços ativos de Bitcoin Up e Ethereum tornou-se o segundo mais alto após a explosão de preços de dezembro de 2017.

A moeda criptográfica como um porto seguro

A explicação por detrás deste excelente preço-desempenho está escondida em vários factores que definem simultaneamente. Um deles é uma preocupação crescente em torno da COVID-19 e seu efeito macroeconômico sobre a economia global, o que dá um benefício de dúvida se a recuperação total finalmente ocorrerá antes que a vacina seja explorada e distribuída entre o público. Tendo em conta a ausência de medidas definitivas até agora, isto pode fornecer uma explicação do porquê de uma grande fracção da população ter transferido os seus bens para o cripto em vez do fiat convencional.

Além disso, a pesquisa do JPMorgan destaca que as moedas criptográficas compartilham um apelo muito mais amplo entre os milenares, que preferem armazenar seus ativos em criptografia para o próximo período de uma economia global cada vez mais volátil, ao contrário dos baby boomers, que mostram uma clara inclinação para a compra de ouro.

Em segundo lugar, a resposta por trás do aumento de preços dos ativos digitais está em um fornecimento de fichas. Com moedas criptográficas como o bitcoin, que devido à sua escassez merecia uma referência de „ouro digital“, já encabeçou a lista de criptoassets cujo preço está subindo devido à sua natureza muito limitada de fichas em circulação – foi refreada apenas em 21 milhões. Ainda mais estimulada por uma postura regulatória amigável das autoridades, incluindo a mais recente aprovação de uma lei de moeda criptográfica na Rússia apoiando a liberação de fichas pelas empresas e nomeando a moeda criptográfica como propriedade tributável, a Bitcoin está agora tendo suas rodas voltadas para uma adoção global ainda mais ampla.

As moedas estáveis também estão enfrentando uma onda crescente de interesse. Como o Tether é usado principalmente por muitos comerciantes como intermediário de armazenamento durante breves pausas entre as negociações, sua circulação composta dentro da rede chegou a 10,3 bilhões. Além disso, cada vez mais organizações de renome mundial alimentam o interesse em emitir as suas fichas.

Um dos exemplos mais notáveis é o Goldman Sachs, que há apenas alguns meses criticou o Bitcoin por sua natureza especulativa, mas mais tarde fez uma declaração sobre uma possível liberação do próprio token do banco. Após uma longa rodada de conversas, a JPM Coin está prevista para entrar em existência em breve.

Mercado Crypto se transforma em uma piscina de ganhos maciços para os comerciantes

Vendo o aumento da popularidade da criptografia e criptografia, essa tendência já deu um impulso para as novas empresas acelerarem sua posição no mercado de criptografia. Como algumas das trocas já se estabeleceram firmemente neste ambiente, não é raro que novas empresas se juntem ao círculo para promover as características da funcionalidade avançada.

Especialmente, isto é pertinente no que diz respeito à negociação de margens, já replicada com muito sucesso após um mercado Forex. Sendo uma solução bastante inovadora no domínio da criptografia, ela é atualmente incorporada por não mais de 30 plataformas de negociação, das quais apenas Bitmex, Bybit, FTX, Bitfinex e Deribit estão suficientemente próximas da idéia de um terminal de negociação de margem completo.

A adição mais relevante a esta lista é o WhiteBIT – a bolsa que fez um foco na negociação de pares de moedas de alta liquidez, tais como Euro (EUR), Ruble Russo (RUB), Lira Turco (TL) e Hryvnia Ucraniano (UAH) contra os ativos de maior tendência de moedas criptográficas. O que o distingue particularmente é a alavancagem de até x25, que é proveniente do pool de mais de 180.000 participantes. Fazendo a primeira aparição pública em 2018, a plataforma já está firmemente enraizada no mercado e provou ser um mecanismo confiável e resistente a ataques de hackers, principalmente devido à sua característica de carteira fria.

Tudo somado, à medida que o mercado de moedas criptográficas cresce, ele se transforma em uma nova vantagem para o desenvolvimento financeiro e tecnológico digital. O mais provável é que continue a progredir no futuro até chegar gradualmente ao mesmo nível que o mercado Forex e eventualmente derrubá-lo. É por isso que as plataformas de negociação criptográficas podem tornar-se um pedaço saboroso para os negociadores que procuram aumentar a escala já agora.

Ethereumbetriebener DEX-Markt Uniswap peilt Q2 für die Einführung des Protokolls V2 an

Uniswap V1 ist ein On-Chain-System intelligenter Verträge auf der Ethereum-Blockchain, das ein automatisiertes Liquiditätsprotokoll auf der Grundlage einer „Konstantproduktformel“ implementiert…

Uniswap, ein von Ethereum betriebener dezentralisierter Marktplatz (DEX), kündigte heute an, dass er die Einführung des V2-Protokolls im zweiten Quartal dieses Jahres erwartet. Uniswap V1 hat erfolgreich eine gepoolte, automatisierte Liquiditätsbereitstellung auf Ethereum bereitgestellt und funktioniert ohne großen Wartungsaufwand, um eine stabile Plattform für die Umwandlung von ERC20-Token zu bieten.

Das Uniswap-Team sagt:

Bitcoin Trader berichtet über BuschbrandUniswap V1 war der Proof-of-Concept für eine neue Art von dezentralisiertem Marktplatz. Uniswap V1 wird so lange funktionieren, wie es Ethereum gibt, und bisher hat es für eine Vielzahl von Anwendungsfällen sehr gut funktioniert. Die gebündelte automatisierte Liquidität ist jedoch noch im Entstehen begriffen, und wir haben gerade erst begonnen, ihr Potenzial zu realisieren. Aus diesem Grund haben wir im vergangenen Jahr eine Saatgut-Runde gestartet und ein engagiertes Team gebildet, das Uniswap zusammen mit der breiteren Ethereum-Gemeinschaft erforscht und entwickelt.

V2 von Uniswap ist der Nachfolger von V1 und enthält viele neue Funktionen und Verbesserungen. Nachstehend finden Sie eine kurze Übersicht über einige der kommenden Änderungen (nähere Informationen hier):

  • ERC20 / ERC20-Paare, in Uniswap V2 kann jedes ERC20-Token direkt mit jedem anderen ERC20-Token gepoolt werden.
  • Uniswap V2 implementiert neue Funktionen, die hochgradig dezentralisierte und manipulationsresistente On-Chain-Preis-Feeds ermöglichen.
  • Flash-Swaps auf V2 von Uniswap ermöglichen es den Benutzern, ohne Vorabkosten so viel von jedem ERC20-Token abzuheben, wie sie wollen. Benutzer können tun, was sie wollen, vorausgesetzt, dass sie am Ende der Transaktionsausführung entweder: für alle abgehobenen ERC20-Token zahlen, einen Prozentsatz der ERC20-Token bezahlen und den Rest zurückgeben oder alle abgehobenen ERC20-Token zurückgeben.
  • Eine Reihe von technischen Verbesserungen (z.B. intelligente Verträge, die in Solidity statt in Vyper geschrieben sind).

Selbsterhaltungsfähigkeit

Der Code für Uniswap V2 enthält einen kleinen Protokollaufladungsmechanismus. Beim Start wird die Protokollgebühr standardmäßig auf 0 gesetzt, und die Gebühr für den Liquiditätsanbieter beträgt 0,30%. Wenn die Protokollgebühr eingeschaltet wird, beträgt sie 0,05% und die Gebühr für den Liquiditätsanbieter 0,25%.